Confiança da Construção Registra em Julho pior nível desde 2010, diz FGV

29/07/2015 15:52

Indicador que mede as perspectivas do mercado em relação à situação atual e futura recuou 4,7%, alcançando 70,2 pontos.

Após registrar leve alta no mês anterior, o Índice de Confiança da Construção (ICST) recuou 4,7% em julho, alcançando 70,2 pontos e representando o pior resultado da série iniciada em julho de 2010. No ano, o indicador acumula queda de 26,5%. Os dados são da Sondagem da Construção divulgada nesta terça-feira (28) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo o levantamento, ocasionaram a queda do índice os movimentos desfavoráveis das avaliações sobre o estado atual dos negócios e as expectativas em relação aos próximos meses.

O Índice da Situação Atual (ISA-CT) recuou 1,2% em julho, na comparação com junho, alcançando 56,6 pontos. A maior contribuição para a queda foi a do indicador que mede o grau de satisfação das empresas com a situação atual dos negócios, que declinou 3,7% em relação ao mês anterior.

Quanto ao Índice de Expectativas (IE-CST), registrou queda de 7,0% em julho, alcançando 83,7 pontos. Em junho, o indicador havia avançado 3,0%. A Sondagem indica que a queda do IE-CST foi influenciada pela análise das perspectivas do mercado em relação à evolução da situação dos negócios nos seis meses seguintes, que recuou 9,1% em julho e atingiu 87,6 pontos.

Para a coordenadora de projetos da construção da FGV Ana Maria Castelo, "a queda do indicador de confiança não surpreende, na medida em que não ocorreram fatos capazes de alterar o quadro de declínio da atividade no setor observado desde o ano passado. A pequena melhora das expectativas observada no mês anterior não teve respaldo da situação dos negócios. Enfim, a percepção dominante no setor é de que retração na atividade ainda deve prosseguir"


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!